Entre os internautas que fazem downloads de música, 75,6 por cento optam pelas alternativas gratuitas, enquanto 22,4 por cento se divide entre esta forma e a paga. Segundo um estudo conduzido pela Netsonda, apenas dois por cento descarrega música a pagar exclusivamente.

A principal razão evocada pelos inquiridos relaciona-se com o elevado preço dos CDs de música ou do download pago, indicada por 77,1 por cento dos inquiridos.

Enquanto esta razão prevalece em ambos os sexos, a resposta "Porque considero que a música deve ser gratuita" é escolhida por 25,9 por cento dos homens e apenas 14,3 por cento das mulheres.

O estudo dá conta que 77,1 por cento dos indivíduos faz downloads através da Internet, sejam eles de músicas, filmes/séries ou jogos, com a primeira área a ser referida pela maior dos inquiridos (67,7%).

Pouco mais de um quinto dos inquiridos refere não descarregar nenhum destes ficheiros. "Porque gosto de ter os objectos físicos" é a razão mais apontada para Música e Filmes, enquanto nos jogos prevalece a justificação "Porque quando não são a pagar é incorrecto e/ou ilegal".

Nas razões para fazer downloads pagos de ficheiros música, prevalece em ambos os sexos (com 40,3%) a resposta "Porque não os encontro de forma gratuita na Internet".

Quando questionados sobre se compram CDs de música, independentemente de descarregarem música da Internet, a esmagadora maioria (84,5%) responde que sim, com o formato físico a sobrepor-se ao virtual.

Entre os inquiridos que fazem downloads de vídeo, 82,8 por cento não paga pelos mesmos, 16,6 por cento varia entre o gratuito e o pago e apenas 0,7 por cento opta exclusivamente pela forma paga.

Independentemente de descarregarem filmes ou séries, 71,5 por cento refere que compra DVDs. No entanto, os discos adquiridos já não são a sua principal fonte de filmes ou séries, mas sim a Internet.

Entre as respostas relativas aos downloads de jogos, 77,8 por cento afirma fazê-los de forma gratuita, 14,4 por cento refere fazê-los de forma paga e gratuita e 7,8 por cento refere fazê-los exclusivamente a pagar.

O preço dos jogos e dos downloads pagos justifica a escolha para 67,5 por cento dos inquiridos. Neste caso, o formato físico volta a prevalecer face à Internet.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.