A Amazon vai voltar a apostar no sector da moda, desta vez, com a personalização a servir de motor à ideia. Esta semana, a empresa norte-americana anunciou o lançamento de um novo serviço de aconselhamento pessoal, que utiliza um estilista para recomendar peças de roupa adequadas ao estilo de cada consumidor.

O Personal Shopper vai custar 5 dólares por mês e, para o subscrever, terá também de ser um assinante do Prime. Inicialmente, o programa convida o utilizador a preencher um formulário onde são descriminadas as suas preferências e medidas. Os detalhes podem ser alterados a qualquer altura.

Amazon põe Inteligência Artificial à procura de peças de roupa
Amazon põe Inteligência Artificial à procura de peças de roupa
Ver artigo

Em resultado, o consumidor recebe uma caixa virtual com oito peças personalizadas, que pode pré-visualizar, eliminar e editar antes de concluir a encomenda. A Amazon oferece ainda um período experimental de uma semana para cada peça, sendo que o utilizador pode escolher pagar apenas por aquelas que mantiver depois desse tempo.

Atualmente, o Personal Shopper é exclusivo para clientes do sexo feminino, mas a tecnológica já garantiu que a versão masculina está em desenvolvimento.

Neste caso, o valor proposto almeja conquistar clientes com pouco tempo para dedicar à moda, ou outros que, apesar de desejarem comprometer-se mais com o assunto, sentem não ter grande sentido de estilo. No entanto, a ideia de ter uma espécie de "consultor de imagem" pessoal pode ser muito apelativo para uma boa fatia dos utilizadores que recorre à internet para renovar o seu armário. Note que, atualmente, mais de 25% de toda a roupa comercializada globalmente é vendida online.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.