Na última sexta-feira o Conselho Geral da Fundação para a Computação Cientifica Nacional reuniu-se para aceitar a demissão da direção daquele organismo e nomear novos dirigentes. A direção liderada por Pedro Veiga demitiu-se do cargo dias antes, por considerar que não tinha condições para continuar em funções. Em causa está a decisão do Governo de integrar a FCCN na Fundação para a Ciência e Tecnologia.



Quando entregou a decisão Pedro Veiga comentou publicamente os motivos, como o TeK já tinha escrito. No mesmo dia em que esta foi aceite voltou a fazê-lo no seu perfil do Facebook, assinalando o fecho de uma página da sua vida que considerou "muito importante".



Na mensagem publicada na rede social, o também professor da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, refere que a sua demissão foi provocada pela decisão do Governo de redefinir a missão e atribuições da FCCN, integrando-a na FCT.



"Eu e os meus colegas do Conselho Executivo concluímos que as atuais circunstâncias o impediriam de exercer adequadamente o seu mandato. Fomos nomeados para um mandato com um conjunto de pressupostos e com uma missão que deixou de existir", acrescenta.



No mesmo texto acrescenta que toda a sua equipa de direção tem a "firme convicção de que a integração da FCCN na FCT é profundamente errada e que degradará as funções que a FCCN vem, desde há muitos anos, a cumprir com reconhecida eficiência, eficácia e sentido de serviço público". O responsável também considera a "integração altamente penalizante para os competentes colaboradores que integram a FCCN".



Pedro Veiga sublinha ainda que o próprio Governo, antes de decidir integrar a FCCN na FCT, reconheceu a boa gestão daquela fundação, mantendo o seu estatuto de utilidade pública e o nível de financiamento da estrutura, que não foi alvo de cortes no Orçamento de Estado para 2013.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.