Nos últimos anos a evolução do uso de computadores e de Internet em Portugal tem sido significativa. Em 2008 a percentagem de casas com computador não chegava a 50%, mas em 2011 esse valor já se situava nos 63,7%, garantindo 56,6% ligações em banda larga.

Os números foram divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) no âmbito de um documento que traça o retrato social de Portugal nos últimos anos e onde se incluem vários indicadores relacionados com a Sociedade da Informação. Apesar dos números não serem novos e não incluírem ainda os dados de 2012, que já tinham sido divulgados, o relatório dá uma perspetiva evolutiva que ajuda a contextualizar os dados.

[caption]quadro[/caption]

O acesso em casa a computador, Internet e banda larga é apenas um dos valores adiantados neste documento, que indica ainda ser a pesquisa de informação sobre bens e serviços e a pesquisa de informação sobre saúde os principais objetivos de utilização da Internet pelas pessoas com idades entre os 16 e os 74 anos de idade.

No mesmo relatório o INE refere ainda a adesão dos portugueses ao comércio eletrónico, indicando que entre 2008 e 2011 a proporção de pessoas que realizaram encomendas pela Internet passou de 6,4% para os 10,3%. Os números de 2012 dão ainda conta de uma evolução para os 13,3%, com as regiões de Lisboa e Açores a apresentarem os valores mais altos a nível nacional, com 17% e 15% a fazerem compras online, respetivamente.

A compra de viagens e serviços de alojamento continua a ser dos serviços mais procurados pelas pessoas que utilizam o comércio eletrónico (43,7%), um dados que confere com indicadores de outras entidades, nomeadamente a SIBS, que revelou recentemente um relatório sobre a utilização do ecommerce em Portugal.

A compra de roupa e equipamentos desportivo (33,8%) e a encomenda de livros, revistas, jornais e material de e-learning (29,7%) estão também entre as preferências dos portugueses nas aquisições na Internet.

De acordo com os dados da SIBS, os portugueses compram pouco online, mas o valor das aquisições é elevado. Em 2011 os portugueses realizaram 8,1 milhões de transações online, no valor total de 678 milhões de euros, sendo o valor médio por compra de 81 euros.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.