O programa Internet@EB1 dirigido às escolas básicas do primeiro ciclo do ensino público tem continuidade garantida para o corrente ano lectivo e conta com um financiamento de cinco milhões de euros concedidos pelo POSI (renomeado POS_Conhecimento). Este projecto que se realiza pelo terceiro ano lectivo é coordenado pela FCCN e tem o apoio da UMIC, do Ministério da Educação e das autarquias para dar formação a professores e alunos do 1º ciclo do ensino básico.



A edição deste ano, à semelhança das anteriores procura dar bases ao universo abrangido para produzir ou actualizar a sua própria página web, certificando essa aquisição de competências com um diploma dirigido a professores e alunos do 4ºano.



A formação fica a cargo de licenciados em educação, com especialização no primeiro ciclo, resultado de um protocolo assinado com 18 Instituições de Ensino Superior (14 Escolas Superiores de Educação e 4 Universidades) que este ano será renovado. A parceria com as autarquias está também em fase de renovação, assegurando o apoio local à iniciativa.



A continuidade do projecto - que está garantida apenas para o actual ano lectivo - implica ainda a reedição de um manual de utilização da Internet - Manual Só Para Miúdos - com 150 mil novos exemplares a serem distribuídos pelas escolas.



Desde o início do projecto (que abrangeu os anos lectivos 2002-2003/2003-2004 e todas as escolas do país) foram atribuídos 102.462 diplomas, 38.503 no primeiro ano de programa e 63.959 no segundo, o que para os responsáveis demonstra o sucesso do projecto.



No primeiro dos dois anos de Internet EB1 foram criadas 6450 páginas web. No segundo passaram a 7718, das quais 3632 são actualizadas com regularidade. De sublinhar que antes da existência deste projecto apenas 709 escolas tinham página web.



Os dois anos de projectos foram suportados por um investimento de 8,6 milhões de euros e concretizados com o apoio de 1424 formadores. Participaram nas iniciativas 25.897 professores e 299.460 alunos no ano lectivo de 2002-2003) e mais de 22 mil professores e 282.328 alunos no ano lectivo 2003-2004.



Além da formação nas escolas a implementação do programa implicou acções de dinamização e formação dos professores e constituição de Centros de Recursos Pedagógicos na web.



No balanço dos dois anos de projecto os responsáveis pela sua implementação consideraram fundamental garantir a continuidade da iniciativa no futuro. No que respeita às autarquias, José Manuel Silva, da Escola Superior de Educação de Leiria, sublinhou o papel determinante que estes organismos têm na decisão de dotar as escolas com mais recursos e de assegurar a manutenção das máquinas existentes.



Pedro Veiga, presidente da FCCN salientou ainda a necessidade de aumentar o número de formadores, por forma a tornar possível um maior número de visitas às escolas e uma maior profundidade nos programas. Nos dois primeiros anos o programa previa 4 visitas a cada escola mas este ano esse número já vai ser aumentado.



Notícias Relacionadas:

2003-11-17 - Programa Internet@EB1 entra na segunda fase de funcionamento

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.