A IBM anunciou a sua participação, através da sua divisão de pesquisa, num projecto cujo objectivo visa a construção de uma plataforma de pesquisa audiovisual que torne mais acessível a busca de ficheiros multimédia.



Inserido no âmbito do Sexto Programa Quadro, da União Europeia, o Search on Audio-visual content using Peer-to-peer Information Retrieval, ou SAPIR, baseia-se no desenvolvimento de uma tecnologia de pesquisa baseada na extracção de informação peer-to-peer.



Yosi Mass, responsável pelo projecto no Laboratório de Investigação de Haifa da IBM, explica que os motores de busca actuais tem um limite de funcionamento, sendo o objectivo do SAPIR, "estabelecer uma rede alargada peer-to-peer, na qual os utilizadores produzem conteúdos audiovisuais através de múltiplos aparelhos e os fornecedores de serviços mantêm índices e disponibilizam competências de pesquisa".



Como tal, o SAPIR, concentra-se na descoberta de "novas metodologias de análise, catalogação e selecção da extensa quantidade de discursos, imagens, vídeos e músicas que preenchem o nosso universo digital", acrescenta a IBM.



O funcionamento da plataforma será semelhante a uma rede de computadores que recolhe informação, catalogando-a para depois a disponibiliza num um espaço de pesquisa para os utilizadores. A diferença é que esta plataforma apresenta uma maior variedade de fontes de informação, tais como, servidores Web, fornecedores de conteúdo, tecnologias móveis individuais e PCs.



A inclusão de funcionalidades “inteligentes” contribuirá para a orientação da pesquisa "no sentido correcto".



À definição dos padrões de pesquisa serão acrescentadas novas tecnologias, como o reconhecimento de voz, o processamento de imagem, algoritmos indexantes, mecanismos de ranking sofisticados e a pesquisa optimizada de conteúdo audiovisual, sem restrições de tempo ou geografia.



Desta forma, será possível efectuar pesquisas através de um exemplo real ou de uma ilustração, ao invés de apenas um texto ou palavra-chave.



O conceito de comunidade digital está patente no SAPIR na medida em que a criação de uma rede alargada de suporte a vários dispositivos, tais como computadores, PDAs e outros dispositivos móveis, permite que os utilizadores possam não só aceder aos conteúdos, como também os podem publicar a partir dos mesmos equipamentos, a qualquer hora, independentemente da sua localização.



Uma das possibilidades no futuro é que, através da introdução de uma imagem, o sistema faça uma busca tendo em conta formas semelhantes à da exibida pelo utilizador.



A iniciativa, que tem a duração de três anos - num investimento de 4,5 milhões de euros - conta com o apoio da Comissão Europeia e, para além da IBM, fazem parte do consórcio o Instituto Max-Planck, a Universidade de Pádova, a Eurix, a Xerox, a Universidade de Masaryk, a Telefónica I+D e a Telenor .

Notícias Relacionadas:

2006-08-25 - UE recomenda agilização dos processos para a criação da Biblioteca Digital Europeia

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.