O anúncio chegou através da própria empresa que, no seu blog, revelou que os primeiros testes públicos do xCloud, o projeto que vai dar aos jogadores “a liberdade de jogarem no dispositivo que quiserem”, vão começar em 2019.

Para já, a gigante de Redmond esclarece que está a fazer testes internamente, em redes 4G e 5G recorrendo a tablets e smartphones ligados a um comando da Xbox por bluetooth. Atualmente, a experiência de teste está a ser executada a 10 Mbps.

A empresa também revela que “para combater a latência” adjacente à transmissão de um jogo pela internet, está a construir hardware personalizado para os datacenters da sua tecnologia cloud, Azure.

Xbox: próximo modelo poderá ter uma variante dedicada ao streaming de jogos
Xbox: próximo modelo poderá ter uma variante dedicada ao streaming de jogos
Ver artigo

“Com datacenters em 54 regiões e com serviços disponíveis em 140 países, a Azure tem a escala para proporcionar uma excelente experiência de jogo para jogadores de todo o mundo, independentemente da sua localização”, destaca a empresa na mesma publicação.

Assumindo que a evolução dos jogos é semelhante à da música e dos filmes, devendo estar disponível e acessível a partir de qualquer equipamento, a Microsoft reforça ainda que os programadores dos mais de três mil jogos atualmente disponíveis na Xbox One, bem como os que do futuro, poderão adaptar os seus conteúdos ao Project xCloud sem nenhum trabalho adicional.

Embora se considere preparada para o complexo e multifacetado desafio que é o serviço de streaming de jogos, a Microsoft sublinha que não vai abandonar a venda de consolas. O Project xCloud será antes uma alternativa para aqueles que não têm consolas não se sentirem excluídos do mundo dos videojogos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.