A PT está a dinamizar um projecto integrado para as escolas que pretende garantir um maior envolvimento dos jovens e educadores na utilização da Internet como ferramenta educativa e não meramente lúdica. O Grupo reservou 1,5 milhões de euros para o PT Escolas que avança em três frentes - Internet, contacto presencial e Televisão - e promete equipar a escola vencedora do desafio com as mais recentes tecnologias de informação e comunicação.



O anuncio foi realizado hoje na Escola Secundária de Alcochete, salientando Miguel Horta e Costa, presidente da empresa, o empenho de todo o Grupo neste projecto sem objectivos comerciais. A apresentação do PT Escolas contou com o aval governamental, subscrito pelo Ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, Mário Lino, o secretário de Estado-adjunto das Obras Públicas e Comunicações, Paulo Campos e ainda do Secretário de Estado Adjunto e da Educação, Jorge Pedreira.



Uma parte do PT Escolas está já em campo, nomeadamente o portal de conteúdos educativos turma Sapo, um concurso online (uma primeira fase de selecção das equipas de jovens que se candidatam à presença no concurso televisivo), e ainda o tour, onde são demonstradas ao vivo as tecnologias Internet e se selecciona a Equipa representante do distrito no concurso final. Para a televisão, num concurso a ser transmitido pela RTP, reserva-se o desafio final, do qual sairá vencedora uma equipa cuja escola irá receber a oferta de tecnologia da PT.



A Escola do Futuro vai receber computadores portáteis que equiparão todas as salas de aula, num rácio de computador por aluno que dependerá da sua dimensão. As salas vão ter também smart boards (quadros interactivos) e acesso em banda larga por rede fixa e Wi-Fi. A PT dotará esta escola de servidores de email e de um sistema de Gestão Escolar, para além de um portal e uma Intranet. A escola vai ainda ter Quisiques Multimédia e uma Mediateca onde serão armazenados os principais conteúdos.



Para além da escola toda a comunidade será beneficiada com a PT a propor-se instalar em casa de todos os alunos da escola um acesso à Internet em banda larga gratuito durante um período de tempo ainda não definido.



Uma escola modelo

Jorge Pedreira, Secretário de Estado Adjunto e da Educação, referiu durante a apresentação que dotar os jovens das qualificações para maior intervenção na sociedade é uma das apostas fundamentais deste governo, que se inscrevem ao nível do ensino do inglês e das TIC. Apesar do nível de equipamento das escolas portugueses colocar o país numa "posição relativamente confortável", o secretário de estado acredita que há ainda muito a fazer na generalização das infra-estruturas e na garantia de que o equipamento é efectivamente usado nas aprendizagens, o que tem de ser feito pela mobilização dos estudantes e dos professores.



O secretário de estado deixou ainda o desejo de que a "Escola do Futuro" não seja apenas uma mas que "possa ser um modelo para as escolas portuguesas" e afirmou contar com a parceria da PT para estes objectivos do Governo. O presidente da PT já tinha deixado implicito que este é um projecto a continuar, embora sem alinhar os próximos passos ou repetição da iniciativa PT Escolas.

Recorde-se que ainda em Fevereiro o anterior Governo do PSD tinha apresentado o projecto Escolas Navegadoras que previa uma linha de financiamento baseada no programa POS_Conhecimento para equipamento das escolas do ensino básico com equipamentos tablet PC, software educativo, um servidor, upgrade da rede ADSL e ainda smart boards. Até à hora de fecho desta peça não foi possível confirmar com o Ministério da Educação se esta iniciativa terá seguimento.



Notícias Relacionadas:

2005-02-18 - Projecto Escolas Navegadoras equipa três escolas com tablet PCs e smart boards

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.