A adopção de tecnologias mais recentes aliada à saturação que atinge os meios de comunicação convencionais permitirá que o sector da publicidade online em Espanha cresça vinte por cento durante este ano, alcançando os 62 milhões de euros. Esta parece ter sido a principal conclusão da conferência "Integración de Internet en el Plan de márketing", que decorreu ontem no país vizinho.



Segundo Ignasi Biosca, presidente do Internet Advertising Bureau (IAB) em Espanha, uma das entidades participantes no evento, "as empresas superaram já o efeito negativo da crise "dotcom". Citado pela publicação online Expansión Directo, o mesmo responsável explicou que "ainda que seja difícil alcançar os níveis do ano 2000 (...), o sector terá crescimentos de 10 a 20 por cento nos próximos anos".



Factores como uma audiência cada vez mais numerosa - 7,7 milhões de internautas espanhóis, de acordo com o EGM (Estudio General de Medios) -, formatos publicitários cada vez mais atractivos e múltiplos dispositivos de acesso, como computadores, agendas electrónicas e telefones móveis, convidam ao optimismo.

Segundo Manuel Álvarez, director de projectos da MPG Media Contacts, "o mercado da Internet cresceu de forma espectacular, ao passar dos 1,6 milhões de internautas em 1998 a quase oito milhões em 2002".



Além disso, as grandes empresas já dispõem de múltiplos dispositivos para realizar as suas campanhas publicitárias online. Computadores, telefones móveis e agendas electrónicas ligadas à Internet permitem aceder a um mercado muito maior.



Estes novos suportes, unidos ao uso das novas tecnologias, como o ADSL ou o cabo, farão com que a Internet seja mais rápida e acessível. Para Yusuf Mehdi, vice-presidente da MSN, "a introdução massiva da banda larga nas empresas e lares permitirá que as campanhas publicitárias na rede sejam mais interactivas e participativas".



A AIMC - que através do EGM mede as audiências dos meios de comunicação - já inclui a Internet como mais um media à altura de jornais e revistas.



De acordo com Carlos Lamas, director adjunto da AIMC, "a importância que a Internet adquiriu nas estratégias publicitárias já merecia que se dedicasse um capitulo próprio a este sector". O mesmo responsável adianta ainda que considera a Internet como o meio de comunicação mais mensurável, uma vez que os dados podem ser tratados em tempo real.



Notícias Relacionadas:

2002-05-24 - Receitas de publicidade online com queda idêntica à dos meios tradicionais

2002-01-15 - Grupo de anunciantes define novas regras para anúncios na Web

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.