O novo serviço de música MP3tunes, anunciado na passada semana, não utiliza qualquer tecnologia de protecção de direitos digitais (DRM), admitiu Michael Robertson fundador do serviço, conhecido também por ser fundador da Linspire.



Este novo serviço assenta num modelo muito idêntico ao do bem sucedido iTunes da Apple mas diferencia-se no preço, com cada música a custar 0,88 dólares e 8,88 dólares cada álbum descarregado. Para já o MP3tunes conta com 300 mil músicas disponíveis para download, mas o número deverá aumentar nos próximos meses, de acordo com as previsões da empresa.



Questionado sobre eventuais problemas com o serviço, pela não utilização de mecanismos que limitem a partilha dos ficheiros por ali descarregados, Robertson garante estar preparado e lembra que os tribunais têm dito que "a partilha de ficheiros não é ilegal", pelo que "o serviço apenas está a exercer o seu direito legal de dar aos utilizadores o que pensa que eles querem", avançou em declarações à NewsFactor.



O mesmo responsável diz ainda que serviços como o iTunes, que utilizam as tecnologias de protecção de direitos digitais, limitam-se a alugar música e não a vender. "Se compra um CD pode fazer o que quiser com ele. Pode gravá-lo a um amigo ou colocá-lo em quantos PCs quiser", acrescenta.



Notícias Relacionadas:

2004-01-06 - Gigantes da tecnologia unem-se para combater partilha de ficheiros

2003-07-02 - Serviços de partilha de ficheiros formam associação

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.