O CEO do Reddit anunciou que a rede social identificou e baniu cerca de 1.000 contas suspeitas de propaganda ligadas à Rússia. No mesmo tópico do Reddit, um utilizador perguntou diretamente a Huffman se o discurso de ódio baseado na raça ou na religião não era contra as regras da plataforma.

A resposta do responsável foi pronta: “não é”. Steve Huffman explicou que a rede social faz a distinção entre “comportamentos e crenças” o que significa que haverá sempre pessoas com “crenças diferentes umas das outras, às vezes de uma forma extrema”.

Para a plataforma, os utilizadores apenas estão a exercer o seu direito à liberdade de expressão ao exporem as suas ideias no Reddit. Só quando as ações dos utilizadores violam as regras da rede social é que esta toma providências.

“A nossa abordagem na forma de controlar o Reddit é a de que cada comunidade escolhe os  seus próprios padrões de linguagem Há muitas comunidades que têm regras muito mais rigorosas do que nós as nossas e apoiamos totalmente essas regras”, defendeu Huffman.

Muitos utilizadores do Reddit responderam ao CEO da rede social, denunciando o discurso de ódio como um comportamento e que algumas comunidades dedicadas a apoiar Donald Trump se trata de algo constante. Outro dos argumentos é o de que as crenças podem ter repercussões na vida real, como a manifestação de supremacistas brancos em Charlottesville.

Youtube quer mais proteção para as crianças e "contrata" 10 mil moderadores
Youtube quer mais proteção para as crianças e "contrata" 10 mil moderadores
Ver artigo

Apesar de, inicialmente, o Reddit ter tido uma abordagem muito similar à de outras plataformas, como o Twitter, o YouTube ou o Instagram cujas políticas de discurso de ódio podem resultar em suspensões ou proibições, a rede social tem vindo a tornar-se mais permissiva.

Huffman diz que a sua postura pessoal contra o fanatismo e o racismo não mudou, mas sim a sua opinião sobre a liberdade de expressão.

“Não acho que devemos silenciar as pessoas só porque os seus pontos de vista são algo com que não concordamos. Há valor numa conversa entre posições opostas e nós, como sociedade, precisamos confrontar essas questões”, diz Steve Huffman.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.