Os números estão a ser apresentados hoje num evento organizado pelo .PT, responsável pela gestão do domínio de topo português, no Teatro Thalia, em Lisboa e consolidam um crescimento que tem acontecido desde 2004, mas que registou uma explosão a partir de março, com o confinamento que foi imposto pela COVID-19.

André de Aragão Azevedo, Secretário de Estado para a Transição Digital, sublinhou esta aceleração digital, lembrando que "a marca nacional que tem cada vez mais relevo, é indutora de valor acrescentado para qualquer organização [...] é um ativo de enorme valor" e que o Governo quer promover. "Esta associação ao país é suscetível de introduzir credibilidade numa marca e é desejável que as empresas percebam", refere o secretário de Estado, na sua intervenção na conferência que está a decorrer e onde marcam presença também o Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, e do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor.

O digital tem funcionado muito numa lógica de contra-ciclo económico, e André Aragão de Azevedo diz que esta consciência justifica o aumento de domínios registados em .pt, que a partir de março disparou. "Em média, por dia, registam-se mais de 400 novos domínios em .pt", afirma.

Luisa Ribeiro Lopes, presidente do Conselho Diretivo do .PT, destaca que estes dados mostram que a pandemia está a ser um acelerador tecnológico para a transição digital. Ao SAPO TEK a responsável pela gestão de domínios indica que no primeiro semestre “muitas empresas perceberam que tinham de ter presença online para estarem mais próximo dos clientes” e isso resultou numa explosão do registo de domínios nos meses de março e abril, que continuaram a reforçar-se até agosto, mês tradicionalmente mais fraco no registo de novos domínios.

Entre as actividades que tiveram maior crescimento estão a restauração e o sector dos ginásios, mas também da solidariedade social, e a .PT trouxe alguns testemunhos da forma como as empresas encararam a transição para o digital como uma maneira de estar mais próximos dos clientes numa altura em que o comércio e atividades estiveram encerrados, pelo menos parcialmente. Alguns destes exemplos foram partilhados no evento, através de um vídeo e pessoalmente.

Mais de 50% dos novos registos são empresas de restauração e de serviços domésticos, ginásios e projetos de solidariedade social, muitos dos quais sem qualquer presença na Internet antes da pandemia.

Domínio .pt é o que consegue maior crescimento em taxa de registos na Europa
Domínio .pt é o que consegue maior crescimento em taxa de registos na Europa
Ver artigo

A tendência de crescimento em .PT destaca-se também a nível europeu, onde o .pt é um dos três domínios que mais cresce de forma consecutiva na Europa. Em 2019, registou um crescimento de 10,9%, com a média europeia a crescer apenas 1,3%.

Ao SAPO TEK a presidente do .PT adiantou ainda que a perspetiva é chegar ao final do ano com uma tendência crescente, que deve fixar-se nos 20% de crescimento anual, embora com algum abrandamento nos próximos meses.

Para incentivar a adesão ao domínio .pt a organização lança hoje uma campanha com a oferta do selo Confio.pt a todas as empresas que registarem o seu domínio até final do ano, um certificado atribuído a websites que cumprem as melhores práticas do mercado digital e da utilização da Internet.

Apostar nas competências digitais

A falta de competências digitais é um dos entraves ao desenvolvimento da economia digital, e números da ACEPI, a Associação da Economia Digital, mostram que uma fatia muito relevante das pequenas e médias empresas se mantêm fora da economia digital, e sem acesso aos seus benefícios, pela falta de conhecimento e ferramentas.

Para Luisa Ribeiro Lopes esta é uma das áreas que deve ser prioritária para reforçar a transição digital, apostando no desenvolvimento das competências dos portugueses. “Num momento de distanciamento social forçado, é fundamental contribuir de forma ativa para a inclusão digital e para a segurança online, algo que incentivamos muito através de iniciativas junto dos cidadãos. Temos de trabalhar no que é a utilização mais avançada da Internet, com confiança e segurança”.

O .PT tem vindo a promover várias iniciativas, juntando-se a projetos de desenvolvimento das competências digitais, e Luisa Ribeiro Lopes adiantou ao SAPO TEK que esta é uma das missões da associação.

Nota da Redação: A notícia foi atualizada depois da conferência, Última atualização 13h22

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.