Sabendo que o Bitcoin vive muito da forma como os investidores olham para o dinheiro digital, os últimos acontecimentos não têm favorecido de todo a criptomoeda. O Flexcoin, um mercado menor da moeda digital, foi vítima de um assalto que resultou na perda de 896 Bitcoins.

Como consequência o mercado viria a fechar, tendo causado perdas estimadas em 620 mil dólares. Nem todos os Bitcoins foram roubados, já que os responsáveis do mercado tinham algum dinheiro em cold storage, isto é, armazenado em computadores que não tinham ligação à Internet.

De acordo com a nota deixada no site oficial do mercado, só os Bitcoins em cold storage podem ser devolvidos, não havendo responsabilidade pelos restantes que foram roubados, explica o Gizmodo.

Esta é uma das contrapartidas das moedas digitais. Como não são reguladas nem por países nem por entidades bancárias, também não há quem possa ser responsável por elas. E como são do domínio digital e movem-se de forma encriptografada, torna-se mais difícil saber onde pára o dinheiro.

O fecho do Flexcoin ganha mais relevo tendo em conta que na semana passada o Mt. Gox, um dos principais mercados de Bitcoin, declarou falência, ao pedir proteção contra os credores. Isto depois de ter estado inativo durante alguns dias.

A situação menos positiva vivida na última semana tem voltado a acender o debate sobre o conceito de moeda digital, e acima de tudo, sobre a sua segurança e aplicabilidade numa escala mais massificada.

À data de publicação deste artigo o valor do Bitcoin rondava os 470 dólares, cerca de 340 euros.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.