Entrevistado por um jornal argentino, o prémio Nobel português da literatura, José Saramago, defende que se é verdade que os blogs têm o mérito de ter posto a escrever quem pouco ou nada o fazia, também são um canal para piorar a qualidade da escrita.

"A prática do blog levou à escrita muitas pessoas que antes pouco ou nada escreviam só é pena que muitas delas pensem que não vale a pena preocuparem-se com a qualidade e com o estilo daquilo que se escreve", considera José Saramago nas declarações ao Clarin.

"O resultado é que em vez de se escrever mais, se está escrevendo pior", contínua, garantindo que no seu caso pessoal mantém o mesmo cuidado com a escrita, num blog ou num livro.

Estas são aliás duas realidades que se confundem na vida do autor, que desde Setembro de 2008 mantém a sua própria página de Internet, a que chamou o Caderno de Saramago.

Recentemente decidiu passar para livro todas as entradas que ali foi deixando, entre opiniões políticas, reflexões sobre a actualidade, a sua saúde, etc. O livro já foi lançado em alguns países. Itália esteve na lista, mas a editora do autor naquele país recusou a publicação, já que o trabalho incluiu criticas a Berlusconi.

Em Portugal a apresentação oficial do livro está marcada para o próximo dia 25 de Junho, numa cerimónia que pode ser acompanhada online no seu canal no serviço de vídeos do Sapo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.