Centenas de milhar de mensagens de spam são enviadas todos os dias e a utilização de imagem como forma de contornar os filtros desenvolvidos pelas empresas de segurança está a aumentar. A F-Secure estima que actualmente cerca de 35 por cento de todo o spam recorra já ao envio por imagens, o que causa grandes problemas na identificação e eliminação destes emails mas também afecta a largura de banda dos acessos Internet nas empresas.

A consultora de segurança estima que em apenas seis meses o spam de imagens assumiu um peso muito relevante em todo o grupo de mensagens não solicitadas que circula na Internet, consumindo 70 por cento da largura de banda devido ao tamanho das mensagens.

Ao contrário do formato original do spam, que usava sobretudo texto e algumas imagens Gif de pequena dimensão, as mensagens usam agora massivamente cores atraentes, texto alterado aleatoriamente e imagens de grande definição, atraindo os utilizadores e enganando os filtros de spam.

Em comunicado, a F-Secure admite que os utilizadores continuam a desconhecer que muitas vezes os geradores destas mensagens são os seus próprios computadores, usados em redes bot ao serviço dos spammers. Como exemplo a empresa diz que uma rede bot com Warezov pode enviar 160 milhões de mensagens de spam em apenas duas horas.

Notícias Relacionadas:

2007-01-02 - Ataques de phishing aumentam 56 por cento em 2006

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.