Assegurar que mais pessoas recebem alertas de emergência relevantes nos smartphones, televisões e rádios através de serviços online de vídeo e streaming como o Spotify ou a Netflix é o objetivo de um projeto de lei reintroduzido no Senado. A proposta foi apresentada em 2018, quando um alerta falso de um míssel no Havai chegou a alguns americanos.

ANACOM aprova regulamento sobre segurança das redes e serviços de comunicação digital
ANACOM aprova regulamento sobre segurança das redes e serviços de comunicação digital
Ver artigo

Designado por Reliable Emergency Alert Distribution Improvement (READI), o projeto pretende cumprir seis objetivos, caso seja efetivamente aprovado. Garantir que mais pessoas recebam alertas de emergência, eliminando a opção de optar por não receber determinados alertas federais, incluindo alertas de mísseis em smartphones, e explorar a implementação de um sistema para oferecer alertas de emergência em serviços de streaming de áudio e vídeo são alguns dos propósitos.

De acordo com o senador Brian Schatz, que lidera a proposta, o que aconteceu em 2018 expôs "falhas graves na forma como as pessoas recebem alertas de emergência". O projeto pretende dar resposta a esses problemas e desta forma ajudar a salvar mais vidas.

A proposta é apoiada pela Associação da Internet e da Televisão, Associação Nacional de Broadcaster, Associação Wireless e a Associação de Infraestruturas Wireless.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.