O novo plano do Spotify anuncia a possibilidade de passar à frente músicas de forma ilimitada e a procura de músicas à medida, tudo por 99 cêntimos. Ainda é um teste e poderá não chegar a concretizar-se, mas a empresa combinou elementos de outros modelos de assinatura para avaliar a adesão dos utilizadores.

Neste novo plano há anúncios, tal como no modelo gratuito, mas sem que se limite o número de músicas que pode passar à frente por hora. Os utilizadores podem ainda escolher as músicas que vão ouvir em vez de se limitarem a playlists de shuffle de álbuns.

O Spotify Premium custa 6,99 euros por mês, 9,99 dólares nos Estados Unidos, garantindo que não há anúncios, que pode avançar as músicas que quiser e ouvir as playlists descarregadas mesmo quando está offline. Para os estudantes há uma opção a 3,99 euros por mês e os pacotes família custam 11,99 euros e permitem 6 utilizadores premium.

How to TEK: Apagou acidentalmente uma das suas playlists preferidas no Spotify? Saiba como recuperá-la
How to TEK: Apagou acidentalmente uma das suas playlists preferidas no Spotify? Saiba como recuperá-la
Ver artigo

O Spotify é um dos serviços de streaming de música que tem conseguido ganhar tração nos modelos de assinatura paga e continua a diversificar o seu negócio, preparando-se para avançar para a venda de bilhetes.

O modelo gratuito do serviço usa algumas restrições às opções dos utilizadores, limitando a seis músicas por hora que podem ser "evitadas" e a descoberta de novas faixas em 15 playlists selecionadas.

O Spotify confirmou que este é um teste limitado a um número reduzido de utilizadores e não há garantia de que possa vir a ser massificado. Ao The Verge a empresa lembrou que alguns testes servem para experimentar novas ofertas ou melhorias, enquanto outras acabam por servir para perceber as tendências e interesses dos utilizadores do serviço.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.