A moda da blogosfera continua em alta em Portugal e são muitos os internautas que já se abalançaram para ocupar o seu espaço digital. Se ainda não criou um blog de certeza que já várias pessoas fizeram um ar admirado perante essa demonstração de iliteracia digital. Por isso o TeK decidiu dar algumas sugestões para o ajudar neste primeiro passo.

1º Escolher o alojamento
Existem várias plataformas de blogs, nacionais e internacionais, mais ou menos conhecidos, mas as funcionalidades básicas acabam por ser semelhantes entre os alojamentos gratuitos. Em território nacional não podemos deixar de referir o Blogs do Sapo, que tem uma plataforma recente muito mais fácil de utilizar, mas também o Blog.pt e o Weblog.

Em território internacional o Blogger é talvez um dos mais famosos e a sua ligação ao Google facilita a vida de quem já tem um acesso ao Gmail ou a outro serviço da empresa. Esta é uma boa ideia para quem quer conquistar leitores internacionais mas a concorrência é muito grande.

Com menos movimento o Spaces da Microsoft é uma hipótese a considerar, sobretudo se o seu mundo gira à volta do MSN Messenger ou do Hotmail.

Há ainda opções pagas, mas se quer experimentar ser um blogger sem custos, vale a pena avançar com os serviços gratuitos, considerando mais tarde outras hipóteses.

Quanto à escolha, os gostos e as vizinhanças podem ditar a eleição de cada um e nesta matéria o TeK não interfere.

2º Definir a ideia e criar o site
Depois de escolhido o sítio onde quer colocar o seu blog e de feito o registo, começa a tarefa da costumização: Há que escolher uma ideia apelativa, que seja o mote do blog e transmita de alguma forma os temas sobre os quais vai escrever.

Note que, como noutras coisas, esta não é uma ideia fechada. Há blogs que se tornaram populares mesmo tendo nomes que nada têm a ver com os posts - e que são genéricos, divertidos, clubísticos ou até ultrajantes -, mas não se esqueça de que o mote que escolher irá também definir o tipo de público que consegue atrair.

Na área da personalização aplicam-se os mesmos conselhos: pode escolher as cores e imagens de fundo, tipo de letra, o que colocar nas barras laterais e nos topos. As "mariquices" são muitas mas um site demasiado carregado pode ser cansativo para o leitor e pesado a carregar, por isso não se entusiasme demasiado.

3º O primeiro post
Definir que escrever no primeiro post pode ser uma decisão complicada. Grande parte dos bloggers começa por escrever algo sobre si próprio, tipo apresentação, e a razão pela qual criou o blog e escolheu o nome. Esta não é porém uma regra a que tenha de obedecer e por isso faça como entender.

Mais do que pensar logo à partida se vai atrair muitos visitantes ou no que o amigo X ou Z vai comentar, o importante é que se divirta com o blogging. Deixe as outras questões para mais tarde.

Manter e alimentar regularmente um blog pode ser uma tarefa que se não for feita com gosto se torna numa obrigação chata e rotineira e leva ao abandono de muitos blogs. Por isso o nosso conselho é que escreva um ou mais textos e depois lance alguns convites aos seus amigos para que o visitem online.

Nota da Redacção: [2008-01-16 14:28] O artigo foi corrigido na referência a plataformas de blogs que tinham sido por erro apresentadas como agregadores de blogs, um serviço diferente. Foi também corrigida a referência ao Blog.pt que tinha sido erradamente apontado para o directório blog.com.pt. Pedimos desculpa aos nossos leitores por estas falhas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.