A vila de Anieres, localizada na Suiça, foi palco da primeira votação
realizada opcionalmente por Internet com efeitos legais, por ocasião dum
referendo local para decidir se 4,3 milhões de francos suíços (cerca de 3,1
milhões de euros) de recursos dos contribuintes deveriam ser dedicados à
renovação de uma propriedade municipal que aloja um restaurante, informou a
CNN.

Os 1.162 eleitores da localidade puderam votar através das mesas de voto, por
correio - tal como mais de 90 por cento já o fizeram em referendos anteriores
-, ou online através de um site da Web concebido exclusivamente para
esta ocasião pelo estado de Genebra, usando um vulgar PC. Enquanto que as
mesas de voto na escola local estiveram abertas apenas no dia 19 de Janeiro,
a votação online abriu terça-feira passada, no dia 14 de Janeiro.

Para votar, os residentes precisaram apenas de inserir uma série de códigos de
segurança, a sua data e local de nascimento, optando em seguida pelo sim ou
não à pergunta em causa no referendo. Todos os votos online foram
então guardados numa mesa virtual de votos até ao dia 19 de Janeiro, até que
possam ser contabilizados em conjunto com os boletins de voto em papel.

Os responsáveis federais pelo sistema eleitoral lançaram o projecto Internet
de forma a travar o declínio da participação dos eleitores. No âmbito do
sistema de democracia directa vigente no país, os eleitores vão às urnas
eleitorais várias vezes ao ano para decidir sobre questões tão diversas como
a segurança nacional e novos parques de estacionamento. Contudo, a abstenção
tem vindo a crescer em recentes eleições.

Em Novembro, apenas 46,7 por cento dos eleitores participou num referendo
sobre as regras de asilo do país, tendo a abstenção em Anieres sido em média
de 55 por cento. Na votação realizada no passado mês de Março sobre se o país
deveria juntar-se às Nações Unidas, registou-se o maior nível de abstenção
numa década, isto é, 58 por cento.

Para os responsáveis federais pelo sistema eleitoral, a votação pela Internet
nunca irá substituir os métodos tradicionais de eleição. No entanto, concedem
que se os resultados deste projecto-piloto forem conclusivos, planeiam
utilizar as novas tecnologias em todas as mesas locais de voto e
potencialmente, em todas as que pertencem ao nível dos cantões.

As autoridades suíças argumentam terem escolhido Anieres para a primeira
eleição com vínculo legal porque o referendo do dia 19 de Janeiro dizia
exclusivamente respeito a uma questão local, mas que dependendo desta votação
e de outras que se irão seguir em Zurique e Neuchatel, irão então decidir se
vão disponibilizar mesas de voto nacionais virtuais na Web.

Notícias Relacionadas:
2002-05-06 - Eleições presidenciais estreiam voto electrónico na
França

2002-04-11 - Eleitores britânicos vão a votos utilizando o telemóvel e a
Internet

2002-03-22 - França
testa voto electrónico nas próximas eleições presidenciais

2002-02-12 - Reino
Unido testa e-voting nas eleições locais em Maio

2001-05-04 - Alemanha prepara voto pela Internet em 2006

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.