Stephen Hawking submeteu o seu último artigo científico duas semanas antes de morrer. O documento é uma abordagem teórica ao tema dos universos paralelos e sugere um método científico que poderá ser empregue para testar a sua existência.

Stephen Hawking morre aos 76 anos. Reações destacam legado inspirador do génio
Stephen Hawking morre aos 76 anos. Reações destacam legado inspirador do génio
Ver artigo

Com o titulo "A Smooth Exit from Eternal Inflation", o documento foi aprovado no passado dia 4 de março, após uma última revisão. O físico britânico morreu a 14 deste mês, em Cambridge, com 76 anos de idade.

A imprensa internacional indica que o artigo vai ser publicado em breve numa revista científica.

O The Sunday Times sublinha que este trabalho vai funcionar de base à construção de uma ferramenta que permita à comunidade científica recolher provas matemáticas da existência de outros universos. Thomas Hertog, professor de Física que também participou na elaboração deste trabalho, afirma que o seu principal objetivo é "transformar a ideia do 'multiverso' numa estrutura científica que possa ser testada".

De acordo com o artigo, a teoria que sustenta a existência de múltiplos universos poderá ser provada com a ajuda de medições à radiação cósmica de fundo que se encontra no espaço em forma de micro-ondas. Esta radiação eletromagnética, que é considerada o "fóssil da luz", poderá ser analisada com a ajuda de um aparelho espacial construído para o efeito.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.