Um em cada três europeus está insatisfeito com o serviço oferecido quando faz compras através da Internet. Os dados constam de um estudo realizado pelo Art Technology Group (ATG), um fornecedor de soluções para a área do comércio electrónico, e indicam igualmente que, nos países onde o nível de satisfação é reduzido, o volume de compras mostra-se igualmente baixo.

"Satisfatório" é o adjectivo mais positivo para definir a sua experiência online para 25 por cento dos mais de 6.500 inquiridos abrangidos pelo estudo, promovido nos passados meses de Junho e Julho.

O entretenimento é o sector que oferece um melhor serviço de comércio online para 43 por cento dos respondentes, enquanto o sector do lar e decoração parece ser o que menos agrada, reunindo apenas seis por cento de referências.

A falta de serviço ao cliente é o maior problema apontado às compras online (64%), mas outras se destacam, como as questões relacionadas com o pagamento ou com o acesso, nomeadamente as passwords.

Já a possibilidade de comparação de produtos, a rapidez e eficiência e a disponibilidade de opiniões de outros utilizadores surgem entre os principais benefícios indicados pelos internautas europeus ao comércio electrónico.

Abrangendo o Reino Unido, Espanha, Alemanha, França e a região BeNeLux, o estudo da ATG mostra ainda que mais de metade dos inquiridos (53%) não gastaria mais de 50 euros de uma vez na Internet. "Tendo em consideração o descontentamento observado relativamente aos níveis de serviço oferecidos na Internet, é provável que os gastos aumentassem se o serviço ao cliente melhorasse", defende a consultora num comunicado.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.