Chama-se Stop Badware Coalition e conta com o Google, a Lenovo, a Sun, as Universidades de Harvard e Oxford e o projecto cívico WebWatch entre os seus membros que se uniram com o objectivo de combater a disseminação de spyware, adware e de outros programas informáticos maliciosos.



Para o efeito criaram o site Stopbadware.org a partir do qual pretendem listar programas com essas características de modo a que os utilizadores possam confirmar se determinado aplicação ou programa que pretendem descarregar nos seus computadores possui ou não código malicioso.



O site dará igualmente a conhecer os nomes das empresas que desenvolvem e usam este tipo de software intrusivo na tentativa de que a exposição pública e a "vergonha" daí resultante as desincentive. Ao mesmo tempo serão reunidos dados que possam sustentar acções judiciais contra os mesmos.



O spyware, o adware e outros programas maliciosos causam prejuízos de milhares de milhões de dólares por ano, referiu John Palfrey, co-director da StopBadware Coalition e director do Berkman Center for Internet and Society, na Universidade de Harvard, citado pelo Washington Post.



"Durante muito tempo, empresas sem escrúpulos fizeram milhões de dólares infectando os nossos computadores com software malicioso. Isto é muito perigoso - temos intrusos nas nossas casas, mas não sabemos que estão lá nem de que forma surgiram", acrescentou o responsável.



Alguns dos programas maliciosos podem registar combinações de teclas num computador com a intenção de roubar números de cartões de crédito, contas bancárias e outros dados importantes.



Notícias Relacionadas:

2005-09-14 - SpyXposer da Panda Software propõe-se eliminar o spyware de forma gratuita

2005-07-12 - Anti-Spyware Coalition define conceito de spyware
2005-07-08 - Ameaças de segurança online alteram hábitos dos internautas

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.