Em muitas situações reclamar não passa de um desabafo sem capacidade para alterar grande coisa. Mas essa não é a história do Facebook. No início do mês a rede social apresentou um design reformulado, com novas funcionalidades. A mudança gerou uma enorme onda de protestos entre os utilizadores, que não gostaram da mudança.

Os comentários, as críticas e os emails avolumaram-se com um mau feedback sobre a mudança e a empresa por trás da rede social decidiu ceder e acaba de anunciar que vai voltar a alterar o aspecto do serviço, num esforço de reconciliação entre velho e novo.

Em marcha estão uma série de mudanças que darão prioridade às principais críticas apontadas pelos utilizadores, mantendo o enfoque naquelas que já tinham sido as prioridades da revisão anterior de design. Tornar mais fácil a pesquisa e dar maior destaque às novidades e aos temas mais interessantes.

"Desde que lançámos a nova homepage do Facebook recebemos milhares de mensagens electrónicas, comentários e reacções da vossa parte e mesmo críticas mais directas dos nossos amigos e familiares", admite o próprio director de produto da empresa, Christopher Cox, numa declaração no site. No mesmo comunicado agradece a todos que deram feedback e diz que esses contributos serão usados para criar um produto que sirva melhor os utilizadores.

O Facebook acumula actualmente um total de 175 milhões de utilizadores.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.