O Firefox 4 atingiu em Maio uma quota de 14,2 por cento no mercado mundial de navegadores. O número traduz um recorde para o produto cujo desenvolvimento é coordenado pela Fundação Moziila. Até agora a versão 3.6 do browser era aquela que tinha conseguido reunir um maior número de utilizadores. Com os números de Maio, apurados pela StatCounter, os dados mudam.



A empresa de estudos de mercado, que monitoriza a utilização das várias versões dos navegadores Web, sublinha o bom desempenho do Firefox e chama atenção para o facto da actualização para a nova versão do software exigir uma acção do utilizador, ao contrário do que acontece, por exemplo, com o Chrome.



Os números da concorrência, comparando apenas as mais recentes versões, atribuem uma quota de 16 por cento ao Chrome 11 e de 4,6 por cento ao Internet Explorer 9.



Combinando todas as versões, a liderança do mercado continua a ser da Microsoft e do seu Internet Explorer. O Firefox surge no segundo lugar com uma quota de 29,3 por cento e o Chrome fecha o Top 3 com 19,4 por cento, com o maior crescimento entre as três alternativas no último ano. Em Maio do ano passado o navegador da Google tinha apenas 8,9 por cento do mercado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.