Foi uma mudança que gerou alguma discussão na imprensa especializada: a Mozilla iria abandonar o Google como motor de busca predefinido no Firefox, lugar que passaria a ser ocupado pelo Yahoo. A mudança foi consumada nos EUA com a chegada da versão 34 do browser e os resultados estão à vista.



A Yahoo conseguiu uma quota de 10,4% no segmento dos motores de busca em dezembro de 2014, uma subida de quase dois pontos percentuais relativamente ao mês anterior. O valor não foi suficiente para conseguir superar o Bing que continua a ser o segundo mais popular nos EUA com 12,5%. Mas é um momento marcante para a Yahoo.



Isto porque este foi o valor mais alto conseguido pela empresa nos últimos cinco anos, de acordo com os dados e a análise da empresa StatCounter.

[caption]StatCounter[/caption]

A parceria com a Yahoo parece estar a compensar logo no primeiro mês em que é possível fazer a análise e será interessante ver como é que os valores evoluem nos próximos tempos sabendo que o Bing está com uma quota alcançável.



A liderança é para já uma meta impossível de alcançar pois está assegurada pela Google e pelos 75,2% de quota de mercado. No entanto é de notar que após a “saída” do Firefox o sistema de pesquisa da empresa que gere produtos como o Gmail ou YouTube perdeu mais de dois pontos percentuais.



Os resultados da StatCounter dizem respeito apenas ao mercado norte-americano e a mesma correlação não podia ser feita na Europa onde o Google continua a ser o motor de busca predefinido no Firefox – e também sabendo que a expressão o Yahoo como ferramenta de pesquisa é baixa junto dos utilizadores europeus.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.