O YouTube estará a negociar com grupos de media para levar para o canal de vídeos conteúdos originais, uma medida que visa contribuir para aumentar o leque de conteúdos profissionais no serviço.


De acordo com uma notícia publicada pelo The Wall Street Journal, que cita fontes ligadas ao processo, os acordos serão anunciados já na próxima semana e envolvem uma unidade da News Corp, uma empresa do grupo RTL, o criador do CSI, entre outros.



A mesma fonte garante que a Google tem à disposição dos novos parceiros, com quem conta dividir receitas de publicidade, 100 milhões de dólares para investir na produção de conteúdos novos para o serviço de vídeos. Vale a pena sublinhar que na área dos conteúdos profissionais o YouTube enfrenta uma forte concorrência de marcas como o Netflix, o Hulu e o próprio iTunes.



O YouTube foi comprado pela Google em 2006 por 1,6 mil milhões de dólares. Desde então tem apostado na diversificação da oferta de conteúdos profissionais. Parcerias com algumas editoras e estúdios de cinema são resultado desse esforço. Uma das novidades mais recentes nesta área é o aluguer de filmes que também já é possível através do serviço, em alguns mercados.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.