A informação é oficial e foi divulgada no blog da Google. A intenção é identificar os vídeos que vão ganhando destaque no serviço pela popularidade e números de visualizações, quando esses valores são obtidos de forma fraudulenta.



Para explica a medida, a Google fala num compromisso com a autenticidade dos números e com o esforço para manter a funcionar de forma correta o mecanismo de destaque dos conteúdos.



Os vídeos onde sejam identificadas visualizações falsas serão retirados da plataforma, revela a empresa, que estima um peso relativamente reduzido para os conteúdos alvo deste tipo de fraude.



O YouTube é o site de vídeos mais popular do mundo, somando milhões de acessos e visualizações todos os dias. Recentemente a empresa divulgou a lista dos mais vistos em 2013, que neste ano foi liderada por "The Fox (What Does the Fox Say?)", um vídeo que somou 276 milhões de visualizações.



O serviço é por isso um palco atraente para quem quer mostrar-se ao mundo na Internet e as formas de manipular o sucesso na plataforma existem e podem ser encontradas na Internet com relativa facilidade.



Nota de redação: corrigida uma gralha no texto

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.