Para 596 trabalhadores da Qimonda chega hoje ao fim o vínculo com a empresa. Já anunciados há cerca de dois meses, concretizam-se hoje os despedimentos, bem como a entrada em lay-off de outro grupo de trabalhadores. Em lay-off ficam outros 834 funcionários, com horário e salário reduzidos.

A esperança para a recuperação da empresa, filial da empresa alemã com o mesmo nome e que durante anos ocupou a posição de maior exportador nacional, começa a revelar-se cada vez mais difícil, depois de meses de negociações com potenciais interessados.

Nenhuma das propostas que apareceram até ao momento mostraram a viabilidade necessária para poder inverter o rumo quase certo da estrutura nacional, depois da casa-mãe ter entrada em colapso e pedido a protecção de credores no início deste ano.

Mantém-se em cima da mesa uma proposta da comissão de trabalhadores da Qimonda Portugal para transformar a empresa.

Em tribunal será em breve entregue um plano de recuperação da empresa que deverá passar pelo desmembramento da actual estrutura.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.