A Acer está em conversações com distribuidores, revendedores e analistas de mercado para saber se uma aposta na área dos smartphones em Portugal é uma estratégia que a empresa deve seguir. Ao mesmo tempo a tecnológica está à procura de novos parceiros para reforçar o canal de certificação Acer.

O gestor de marketing da Acer Iberia, Josep Hilari, mostrou-se consciente de que o futuro passa pelos smartphones e por isso é que a empresa tem desenvolvido contactos, também em Espanha, para atacar o mercado Ibérico com telemóveis de gama média e baixa, que terão a principal vantagem na relação qualidade-preço e no sistema operativo Android.

Vista sobretudo como uma marca de produtos de consumo, a Acer procura uma alternativa ao mercado dos computadores. Os portáteis de 15 polegadas são os modelos mais populares entre os consumidores e em 2012 a tecnológica diz até ter conseguido inverter a tendência da queda na venda de computadores, como revelou o chefe ibérico da unidade comercial, Miguel Sebares. Mas isto sem referir valores específicos para o mercado nacional.

Nos computadores a fabricante de Taiwan já identificou as áreas onde se quer distinguir da concorrência: disponibilizar todos os portáteis com ecrã tátil e apostar no design dos ultrabooks.

[caption]Acer ultrabook[/caption]

O Windows 8 não veio facilitar a vida à empresa, como confessou Josep Hilari, por causa dos altos preços a que os computadores são vendidos. Mas por outro lado traz novas oportunidades de experiência e negócio nos PC, portáteis e ultrabooks pela componente touch.

Portugal é um mercado para recuperar

Os dois representantes da Acer que estiveram numa conferência com a imprensa em Portugal reconheceram que a marca tem sofrido oscilações no mercado e estão apostados em recuperar nos vários segmentos. "Só agora vamos arrancar em Portugal", vincou Miguel Sebares.

Por esta razão o grande objetivo da Acer para Portugal é reforçar o canal de certificação próprio e aumentar o número de entidades parceiras de 30 para cem nos próximos trimestres. Alargar o leque de distribuidores - que para já apenas conta com a Esprinet e a CPCDi - e o leque de revendedores, que vão por sua vez possibilitar um alargamento da rede de Acer Points em Portugal, estão também nos planos da empresa para o mercado português.

A tecnológica também disse estar a contratar em Portugal para poder abordar com mais precisão os negócios desenvolvidos no mercado nacional.

A área empresarial é um dos objetivos da Acer, "aqui como em qualquer outro país" como referiu Miguel Sebares, que deu ainda como exemplo um negócio que foi feito com a RTP e que coloca os servidores Acer a sustentar os serviços do canal público.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.