A Agência de Inovação colabora este ano com a Cyted - Programa Ibero-americano de Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento - na organização do primeiro Fórum anual a realizar em Portugal. A cooperação entre as duas entidades conta já com alguns anos, assim como a participação portuguesa nos encontros promovidos pelo conjunto de países ibero-americanos, mas esta será a primeira vez que o Fórum Internacional se realiza em Portugal.



Segundo as previsões dos organizadores, o encontro, que este ano discute a Sociedade da Informação na região Ibero-americana, deverá contar com cerca de 350 empresas e entidades de investigação interessadas em criar uma rede de contactos com potenciais parceiros de negócio ou de investigação dos países envolvidos.



O Cyted é uma iniciativa internacional de cooperação científica e tecnológica com carácter multilateral e de âmbito ibero-americano que foi criado em 1984 através de um Acordo-Quadro celebrado entre 19 países da América Latina, Portugal e Espanha. Posteriormente deu origem a um outro programa mais dirigido à cooperação na internacionalização, que se mantêm em funcionamento, tal como o primeiro, tendo já apoiado 165 empresas e facilitando o acesso a financiamento públicos.



Da organização fazem hoje parte os mesmos 21 países que a constituíram, representados através de organismos oficiais ligados à inovação, que asseguram a gestão local das manifestações de interesse por parte de empresas e outras entidades, activando a rede de contactos com os restantes países envolvidos e avaliando as hipóteses de concretização de projectos de investigação e troca de conhecimentos em conjunto (Cyted) ou realização de iniciativas mais dirigidas ao mercado e à internacionalização de produtos inovadores (Iberoeka).



O encontro anual Cyted Iberoeka que se realizará entre os dias 17 e 19 de Outubro na FIL, em Lisboa, tem como objectivo não só promover contactos entre empresas do espaço ibero-americano, mas serve também de ponto de divulgação dos apoios para a internacionalização de produtos ou projectos de investigação por parte de empresas e entidades de investigação, explicou Borges Gouveia vice-presidente da AdI na apresentação do Fórum.



A agenda do encontro é composta por uma conferência internacional, uma bolsa de contactos e uma mostra tecnológica de projectos desenvolvidos no âmbito do programa Iberoeka. A conferência internacional vai contar com sessões temáticas divididas por seis grandes temas: governo electrónico, TICs aplicadas à educação e formação, TICs aplicadas aos sectores tradicionais da indústria, info-inclusão e acessibilidade, TICs aplicadas à saúde e medicina, TICs aplicadas ao turismo.



As empresas do espaço ibero-americano que pretendam participar no encontro deverão dirigir a sua disponibilidade às entidades responsáveis pelos programas em cada um dos países. No caso de Portugal essa representação é assegurada pela Agência de Inovação que, em contacto com os gestores locais dos restantes 20 países, realizará o trabalho necessário para que no Fórum tenham lugar encontros bilaterais entre potenciais parceiros de negócio.



Áreas de actuação dos programas ibero-americanos



As actividades do programa Cyted são dirigidas à investigação, organizada em redes internacionais de conhecimento e a projectos de investigação envolvendo um mínimo de seis países ibero-americanos. Nas duas vertentes cabem a transferência de conhecimentos, actividades de formação, seminários, fóruns, etc.



Em fase de reestruturação - se estará concluída antes do fórum anual - este programa passará a ser mais focalizado restringindo-se aos apoios em cinco grandes áreas (contra as anteriores 12 áreas abrangidas): tecnologias da informação e comunicação, alimentação, saúde, desenvolvimento sustentável e desenvolvimento industrial.



Por seu lado, o Iberoeka é mais dirigido às necessidades de internacionalização das empresas e à busca de parceiros de negócio no âmbito dos 21 países que integram o programa Cyted, explicou Fernando Aldana secretário-geral da organização. Segundo o responsável os objectivos deste programa passam pelo aumento da produtividade e competitividade empresarial, assim como pela aproximação entre empresas e centros de investigação, disse no encontro de apresentação do fórum anual.



Desde a sua fundação participaram em projectos Iberoeka 165 empresas e 51 instituições não empresariais, com um financiamento próximo dos 75 milhões de dólares. Portugal participou apenas em seis projectos.



Notícias Relacionadas:

2002-11-20 - Agência de Inovação mostra projectos de investigação em consórcio

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.