Depois de rejeitar diversas ofertas da Microsoft, a direcção da Yahoo reuniu-se com os seus accionistas na assembleia-geral anual para definir o futuro da companhia. Se até aqui os investidores se mostravam demasiado críticos quanto à atitude do corpo executivo da Yahoo face às ofertas de Steve Ballmer, no encontro de sábado mostraram-se mais tranquilos e apoiaram a actual direcção da companhia, reelegendo-a.



Foi, aliás, o presidente da Yahoo, Roy Bostock, que iniciou a assembleia com um assunto sensível para todos os participantes no encontro ao referir que a Microsoft "nunca colocou uma oferta convincente sobre a mesa" ou que honrasse a companhia. O responsável frisou ainda a importância de existir concorrência no mercado e apelou à independência da Yahoo no sector, longe de monopólios.



Apesar de nem todos os accionistas estarem de acordo com as decisões da direcção e haver até quem frisasse que para honrar a empresa o "melhor era a direcção desistir", no final foi visível o apoio da maioria à continuidade da actual direcção. O director-geral, Jerry Yang recebeu 66,3 por cento dos votos a favor da sua direcção.



O apoio aos membros do conselho surpreendeu alguns dos directores da Yahoo, que estavam preparados para o pior depois do accionista Carl Ichan se associar à Microsoft numa luta pela demissão da actual direcção e da perda de quota de mercado para a Google.



Nota de Redacção [2008-08-06 11:58]: A votação efectuada na assembleia de accionistas foi alvo de uma recontagem depois de um investidor contestar o apoio massivo a Jerry Yang. O resultado final retirou 20 por cento dos votos atribuidos a favor do director da Yahoo.




Notícias Relacionadas:

2008-07-18 - Yahoo designa a proposta da Microsoft como "assombrosa"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.