A Altran CIS quer disputar os lugares da frente no ranking português de consultoras. A meta foi hoje traçada por Célia Reis, directora geral da empresa, em conferência de imprensa. A companhia resulta da integração da Prisma e da Global N, no âmbito de uma reformulação estratégica do grupo Altran - ao qual as empresas já pertenciam - que optou por unificar todas as marcas que integravam a companhia.


A Altran CIS passa reunir aqueles dois activos e a operar para um conjunto mais alargado de mercados onde a empresa espera tirar partido da nova estrutura, maior e com mais recursos.



A equipa de 200 consultores tem como mercados estratégicos as telecomunicações e os serviços financeiros, tradicionalmente endereçados pela Global N e pela Prisma e ainda com um peso de 11 e 44 por cento na facturação da empresa, mas também um conjunto de novas áreas cujo peso de pretende aumentar. Incluem-se neste leque o sector público, média, energia e utilities e ciências da vida sectores que em conjunto representam actualmente 24 por cento da facturação da empresa. O mercado de pequenas e médias empresas é também uma prioridade onde a consultora quer ganhar terreno.



Por áreas, a Altran CIS mantém a aposta no Business Intelligence e reforça a aposta nas Business Solutions, na área de IT Strategy e nas soluções à medida. É também no âmbito desta subsidiária que se desenvolve a área de near shore. Este centro de competências procura captar para Portugal actividades de desenvolvimento que tenham como destinatário clientes e mesmo empresas do grupo de outros mercados que beneficiam por esta via das sinergias com Portugal e com os recursos portugueses.



O Business Intelligence representa hoje 30 por cento do negócio da consultora em Portugal. A área de Business Solutions e desenvolvimento à medida pesa perto de 50 por cento, explicou Célia Reis.



Para o próximo ano a Altran CIS quer acumular um volume de negócios na ordem dos 11,7 milhões de euros, o que representará um crescimento de 15 por cento face aos resultados de 2006. Em 2008, a expectativa é de que os vários segmentos de mercado endereçados passem a ocupar peso semelhante na repartição da receita.



Este ano a empresa facturou cerca de 10 milhões de euros, sendo responsável por metade da facturação do grupo Altran em Portugal.



A Altran CIS opera na área da renovação de processos de gestão de sistemas de informação nas empresas, auditando e controlando sistemas de informação para a obtenção de ganhos a nível dos custos, da eficiência, da produtividade das empresas ou da satisfação do cliente, explica a organização.



Notícias Relacionadas:

2007-01-15 - everis adquire participação da FManagers e da Apax por 340 milhões de euros


2004-02-10 - DMR Consulting detalha estratégia após saída da Fujitsu

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.