A gigante do comércio eletrónico deu início a um projeto de expansão do seu negócio de entrega de comida ao domicílio. O serviço já estava disponível em 12 cidades norte-americanas e vai agora alargar-se até algumas zonas da capital britânica. O “Amazon Restaurants” funciona através da app Prime Now e é o mais recente passo de fortalecimento da norte-americana num mercado cada vez mais apetecível para empresas de origem tecnológica.

A Amazon explica que este serviço só está disponível para os clientes Prime, e que num período máximo de uma hora, o pedido será entregue. Se o pedido exceder os 20 dólares, não será cobrado absolutamente nada, segundo consta.

Já existe um número considerável de apps de entrega de comida ao domicílio, como a UberEats, a Deliveroo ou a GrubHub e, agora, é com elas que a Amazon vai "esgrimir" pela liderança.

Contudo, os drones podem ser o futuro das entregas ao domicílio e os esforços feitos nesse sentido têm visto alguns progressos. No passado mês de julho, a Amazon informou que tinha firmado um acordo com o governo britânico para dar início ao teste de entregas com “veículos aéreos não tripulados”, reforçando a sua presença no mercado britânico e afirmando-se como "revolucionária" do setor das entregas ao domicílio.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.