A American Express comprou a Sometrics, num negócio no valor de 30 milhões de dólares, que visa reforçar a sua plataforma de pagamentos online no que respeita a soluções para a indústria dos videojogos.

A empresa criada em 2007 é especialista em soluções para criação e transação de moedas virtuais, as mesmas usadas em jogos online e na aquisição de bens virtuais. O negócio inclui dezenas de soluções diferentes de pagamento para as editoras de jogos, incluindo as usadas em soluções para plataformas móveis e suporte para pagementos com cartões de crédito.

A Sometrics fornece também soluções para centenas de campanhas de fidelização de clientes por , parte de marcas, chegando a um universo de mais de 225 milhões de consumidores, em mais de 200 países, segundo os números relatados pelo TechCrunch, que ontem avançava a notícia.

Segundo explica a mesma fonte, a empresa é ainda responsável pelo GameCoins.com, um site onde é possível descobrir novos jogos ganhar moedas virtuais que podem ser gastas nesses títulos. As moedas ganhas no portal podem também ser convertidas nas usadas em vários sites de editoras de jogos, bem como em Créditos do Facebook.

A nova aquisição será integrada na plataforma de pagamentos e comércio digital da American Express, designada Serve, lançada em Março, e que disponibiliza uma série de soluções de pagamento online associadas a uma conta bancária do utilizador, a um cartão de débito ou de crédito.

A gigante dos cartões de crédito adiantou que os atuais serviços da Sometrics continuarão em funcionamento passando também a ser possível comprar, através da plataforma da American Express, a unidade monetária emitida pela Sometrics. O objetivo passa ainda, no longo prazo, por integrar a Serve no sistema de pagamentos dos jogos aos quais a nova afiliada dá suporte.

O negócio das moedas virtuais tem vindo a suscitar um interesse crescente por parte das empresas a operar online, que acompanha uma crescente oferta não só de modos online para jogos pagos, mas também a proliferação dos jogos e mundos de utilização gratuita em que os internautas podem depois usar créditos ou moedas virtuais para adquirir artigos dentro do ambiente. A “moda” é empolada também pelo uso massivo das redes sociais onde estas aplicações começaram a marcar forte presença.

À semelhança da American Express, que investiu, entre outras, em parcerias com empresas como a Sprint, Verizon, Facebook, Foursquare ou Zynga, também a rival Visa tem feito as suas aquisições. Este ano já comprou uma empresa que se dedica a sistemas de pagamento com moedas virtuais e outra especializada no fornecimento de soluções para operadores móveis e instituições financeiras.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.