A Sony Corp. irá fechar o seu ano fiscal com prejuízos na ordem dos 848 milhões de euros. O exercício termina no próximo mês de Março e acabará por repetir o que sucedeu em 1995, o primeiro e único ano (até á data) em que a empresa finalizou o exercício com prejuízos.

Segundo a imprensa japonesa, a Sony poderá ver os seus resultados operacionais atingirem valores ainda mais negativos, dependendo da movimentação do mercado no seu último trimestre fiscal - Janeiro a Março.

Os valores agora apontados ficam muito aquém daqueles que a companhia estimava há alguns meses, quando previa fechar o ano com resultados próximos dos 1,696 mil milhões de euros.
De qualquer modo, a diferença entre períodos mantinha-se considerável, até porque no ano fiscal 2006/2007, foram obtidos resultados operativos na ordem dos 4,03 mil milhões de euros, um valor bastante acima do previsto para este ano.

Os analistas apontam os efeitos da crise nas vendas dos produtos e a revalorização do iene como factores de quebra nos resultados da Sony que, entretanto, já anunciou um plano de reestruturação a través do qual cortará 16 mil postos de trabalho. Por outro lado, através do holding Sony Life Insurance Co., será capaz de amortizar cerca de 425 milhões de euros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.