A melhor forma das empresas portuguesas se internacionalizarem passa pela criação de pequenos núcleos que reúnam uma oferta e a possam capitalizar, de forma consolidada, para fora do país. A frase é de Luís Cabrita, presidente do conselho de administração da Prológica e foi feita na forma de apelo durante uma conferência promovida pela APDSI, esta manhã.

Convidado para falar sobre a experiência de internacionalização da empresa que dirige, Luís Cabrita considera ainda que se não existir uma boa base de partida em Portugal, não haverá "dimensão" nem "resistência" para "ir para fora", ao mesmo tempo que aponta a criatividade, a aposta na propriedade intelectual e a oferta com valor acrescentado como factores diferenciadores a rentabilizar.

Com estratégias diferentes, mas igualmente apontados como casos de sucesso durante a conferência da APDSI, que teve por tema "A Internacionalização das Empresas Portuguesas no Domínio das TIC", Filipe Freitas, da Critical Software, e João Paulo Carvalho, da Quidgest, enalteceram novamente a importância do contexto, apontando também a inovação e a competência como factores cruciais a ter em atenção.

A estratégia da Prológica

Sempre na forma indirecta, a aposta de internacionalização da Prológica tem sido feita através de parcerias ou em consórcio, com o Projecto Magalhães a materializar este tipo de estratégia, que o responsável da Prológica pensa ser o mais adequado às empresas portuguesas que se querem internacionalizar.

Segundo Luís Cabrita, o Projecto Magalhães já foi mostrado a 64 países dos quais 20 são candidatos a fazer contratos a curto médio prazo, além dos que efectivamente já optaram pela solução.

Em 2009 o negócio feito fora de Portugal deverá render à Prológica cerca de 250 milhões de euros, quando já estão assegurados para o próximo ano 370 milhões de euros em contratos.

"Se conseguirmos manter este ritmo contribuiremos significativamente para o PIB ao nível das exportações, com ou sem as ajudas do Governo, deste ou de qualquer outro", referiu durante a sua intervenção na conferência da APDSI.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.