A Comissão Europeia está a investigar vários fabricantes de chips para smartcards de diferentes países da União Europeia, por suspeitar da existência de possíveis acordos ilegais entre as empresas. Este tipo de chips são utilizados em diferentes tipos de cartões, entre os quais os SIM - utilizados nos telemóveis -, de crédito ou em alguns documentos de identidade.

De acordo com o executivo comunitário, as empresas investigadas "podem ter violado" as normas vigentes na UE sobre práticas de estabelecimento de preços, partilha de clientes e troca de informações comercialmente sensíveis, diz a CE em comunicado.

Adianta ainda que os investigadores realizaram inspecções em todas as empresas em causa, a 21 de Outubro do ano passado, e sempre acompanhados por funcionários das autoridades nacionais para a concorrência. O nome das visadas e os países onde tiveram lugar as inspecções, tal como é habitual, não foram avançados pela CE.

Todas as investigações do executivo são efectuadas numa fase preliminar dos processos sobre cartéis entre empresas. Contudo, a sua realização não implica que as companhias sejam indiciadas por acções legais contra a concorrência nem prejudica o resultado das investigações.

A acção da CE não tem ainda um prazo específico para a conclusão e a sua duração dependerá da complexidade do caso e da cooperação das empresas, entre outros factores.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.