A nomeação foi feita por altura do congresso que reuniu responsáveis sindicais de vários países em Berlim, na Alemanha. O título foi conquistado depois da votação de mais de 20 mil participantes.

Num comunicado, a confederação sublinhou que Bezos representa a “desumanidade dos patrões” e considerou que a Amazon trata os trabalhadores como robots, acusando ainda a empresa de ter planos para trocar os colaboradores por máquinas num prazo não muito longínquo.



Da mesma lista de “maus patrões” fazem parte os responsáveis máximos de outras multinacionais, como o CEO da Qatar Airlines ou da News Corporation.



Ainda no que se refere à Amazon, vale a pena dizer que são conhecidas as guerras entre a empresa e os representantes dos trabalhadores na Europa e também não são novas as acusações de que a empresa desrespeita os direitos dos trabalhadores.



Ainda em abril os trabalhadores da Amazon na Alemanha ameaçavam com uma greve.

Escrito ao abrigo do novo Acordo
Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.