A Autoridade da Concorrência deu luz verde à operação de compra da ONI por parte da Winreason. O regulador considera que a operação "não é susceptível de criar ou reforçar uma posição dominante da qual possam resultar entraves significativos à concorrência efectiva", nos vários mercados onde a empresa pode operar.



O acordo para a venda do capital da ONI foi anunciado a 9 de Novembro pela EDP. Depois de um processo de selecção por parte do accionista que se prolongou por alguns meses, a EDP optou pela proposta do Winreason, um fundo privado detido pela The Riverside Company que prevê a aquisição da operadora de telecomunicações por 160 milhões de euros.


A operação de venda foi notificada à Autoridade da Concorrência a 7 e Dezembro do ano passado e o parecer surge agora, pouco mais de um mês depois.



Estiveram na corrida à venda da ONI nomes como a Vodafone ou a Tele2 que entretanto desistiram da operação que lhes iria permitir reforçar o portfólio de clientes empresarias e complementar a rede, no caso da Vodafone, ou passar a dispor de rede própria, no caso da Tele2.

Notícias Relacionadas:

2006-11-10 - EDP vende Oni à Win Reason por 160 milhões de euros
2006-10-27 - Oni angaria 53,4 mil novos clientes de banda larga entre Janeiro e Setembro
2006-10-13 - Vodafone desiste da compra da ONI

2006-10-10 - EDP pode concluir venda da ONI antes da data prevista

2006-09-08 - Venda da ONI deverá ser concluída até 15 de Outubro

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.