Apesar da constante adição de novas funcionalidades, o Snapchat continua em curso na sua espiral decadente. Depois das videochamadas em grupo, dos Bitmojis temáticos, das figuras em realidade aumentada e de outra mão cheia de novidades, a empresa apostou também na implementação de um novo design que não parece ter reunido muitos fãs. A decisão está a custar caro à empresa, que depois de ter estreado este novo ambiente, já viu cerca de 3 milhões de utilizadores abandonarem a aplicação.

De acordo com o relatório de contas referente ao segundo trimestre de 2018, o número de utilizadores diários caiu dos 191 milhões para os 188 milhões. A diferença representa um decréscimo de 2% face ao registado nos meses de janeiro, fevereiro e março. Esta é também a primeira vez que a Snap contabiliza uma diminuição na base de utilizadores da aplicação.

Próxima novidade do Snapchat pode passar pela introdução de videojogos
Próxima novidade do Snapchat pode passar pela introdução de videojogos
Ver artigo

Note que em comparação com o mesmo período de 2017, 188 milhões continua a ser um número 8% superior ao alcançado nesse ano. Outro ponto positivo prende-se com as receitas da empresa, que chegaram a perfazer 262 milhões de dólares neste último trimestre - mais 44% em comparação com o período homólogo e mais 11,9% face às contas dos primeiros três meses de 2018. Contudo, e apesar do registo, a tecnológica continua a registar perdas na ordem dos 353 milhões de dólares (menos 20% do que no segundo trimestre do ano passado), o que significa que as despesas, apesar de estarem a diminuir, ultrapassaram largamente as receitas.

Importa sublinhar, porém, que um investimento recente de 250 milhões de dólares, por parte do príncipe Al-Waleed Talal, da Arábia Saudita, pode ter ajudado a empresa a alcançar um cenário financeiro mais favorável.

Em comunicado, Evan Spiegel, CEO da Snap, reconhece que a redução no número de utilizadores pode estar diretamente relacionada com a renovação estética à qual o Snapchat foi submetido.

Relativamente aos Spectacles, a empresa não especificou quaisquer números, mas indicou que foram gerados 2 milhões de dólares em receitas através de fontes externas à publicidade.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.