A alemã Deutsche Telekom anunciou hoje que registou um resultado líquido negativo de 3,9 mil milhões de euros no primeiro semestre deste ano, tendo sido essencialmente prejudicada por despesas relacionadas com a depreciação de activos e a amortização de gastos com novas empresas, nomeadamente com a VoiceStream.



Os resultados não coincidiram com as previsões dos analistas que esperavam um prejuízo semestral de 3,27 mil milhões de euros. Excluindo itens extraordinários, a empresa registou perdas de 3,1 mil milhões de euros, quando em igual período do ano anterior os prejuízos registados atingiam os 1,3 mil milhões.



A dívida da Deutsche Telekom diminui em 200 milhões desde o final do passado mês de Abril e situa-se agora nos 64,2 mil milhões de euros, face aos 67,3 mil milhões verificados há um ano atrás, devido sobretudo aos ganhos cambiais com a apreciação do euro face ao dólar.



O EBITDA da empresa alemã aumentou 7 por cento para 7,8 mil milhões de euros e as vendas subiram aproximadamente 15 por cento, atingindo os 25,8 mil milhões de euros.



Em conferência de imprensa, o novo presidente da Deutsche Telekom, Helmut Sihler, afirmou que pretende diminuir os custos em 2,5 mil milhões de euros, mediante a supressão de 22 mil postos de trabalho, de modo a reduzir o endividamento.



Notícias Relacionadas:

2002-08-20 - VoiceStream propõe fusão a Cingular

2002-05-29 - Deutsche Telekom vai despedir 22 mil funcionários nos próximos dois anos

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.