Em 2019, o Facebook, hoje Meta, anunciou os seus planos para lançar uma rede de pagamentos baseada na sua própria criptomoeda. Quase três anos depois, e entre várias mudanças, oposição por parte de governos e reguladores e múltiplos adiamentos do lançamento da criptomoeda, o projeto da Libra, que em 2020 passou a chamar-se Diem, chegou ao fim.

No início da semana, a Diem Association anunciou que vendeu a sua tecnologia e ativos ao banco de criptomoedas Silvergate, num negócio de 200 milhões de dólares. Em comunicado, Stuart Levey, CEO da associação e da Diem Networks, admite que a criptomoeda Diem não teria futuro caso se mantivesse sob a alçada do Facebook.

Embora o grupo tenha recebido algum feedback positivo em relação ao design da rede de pagamentos, o diálogo com os reguladores federais “tornou claro que o projeto não poderia continuar”.

Mesmo assim, sob uma nova liderança, o responsável indica ainda que o projeto poderá ter futuro no mercado das criptomoedas. Porém, para já, os planos da Silvergate Capital para a Diem ainda são desconhecidos.

Stablecoins: o que são e que papel têm no universo das criptomoedas?
Stablecoins: o que são e que papel têm no universo das criptomoedas?
Ver artigo

Um dos objetivos da empresa liberada por Mark Zuckerberg era que a criptomoeda fosse uma stablecoin, ou seja, uma moeda digital que faz corresponder o seu valor ao de uma moeda controlada por um banco central, neste caso, o dólar, e com um menor grau de volatilidade em comparação outras criptomoedas.

Apesar de ter colocado um ponto final ao projeto da Diem, a casa-mãe do Facebook mantém-se atenta ao mundo das criptomoedas e às mais recentes tendências da Blockchain, como os NFTs.

De acordo com dados avançados pelo Financial Times, a empresa pretende incorporar o suporte a tokens não fungíveis tanto no Facebook como no Instagram. Ao que tudo indica, a Meta está a preparar uma funcionalidade que dará aos utilizadores a possibilidade de usarem NFTs nas suas fotos de perfil, à semelhança do que está a ser feito pelo Twitter no seu serviço de subscrição, além de estar a trabalhar num protótipo que ajudará a cunhar NFTs.

Além disso, ainda em dezembro do ano passado, a empresa terá também lançado um programa piloto nos Estados Unidos que suporta pagamentos e transferências de criptomoedas, neste caso com a stablecoin Pax Dollar, entre utilizadores do WhatsApp através da Novi, a carteira digital outrora chamada Calibra.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.