A DO IT terminou 2003 com receitas de 1,4 milhões de euros num crescimento de 30 por cento, face ao ano anterior. A empresa de consultoria e implementação de soluções integradas de gestão obteve no mesmo período resultados líquidos de 42 mil euros.



Para o actual exercício a empresa espera um crescimento de 10 por cento, apoiado numa maior representatividade do escritório do norte, especializado em PMEs e na continuidade de alguns negócios internacionais.



Representantes em Portugal da JD Edwuards e consequentemente da PeopleSoft, a DO IT conta este ano beneficiar de um reforço da aposta da empresa norte-americana no mercado português, referiu Ricardo Rosa director-geral da DO IT em conferência de imprensa.



Segundo este responsável a PeopleSoft está a delinear uma estratégia de marketing que suporte uma maior presença no mercado português, sobretudo através de soluções dirigidas às áreas de recursos humanos e financeira e a DO IT desempenhará um papel relevante nesta estratégia, enquanto representante dos produtos PeopleSoft no mercado local.



Em 2003, quase metade da facturação da DO IT chegou a partir de negócios internacionais, cerca de 40 por cento, subcontratados em Portugal ou negociados nos países de origem. Ainda assim, a empresa garante que o seu foco principal é o mercado nacional e que a aposta em projectos fora de Portugal se intensificou em consequência do abrandamento dos investimentos em TI a nível local.



Ao longo deste ano a DO IT planeia estar presente na generalidade das feiras internacionais do sector, com o objectivo de divulgar a empresa, com enfoque nos mercados de leste da Europa enquanto no mercado doméstico reforça a presença no segmento médio e baixo do mercado.



Os serviços vão manter-se a principal fontes de receitas para a DO IT (no ano passado representaram 98 por cento da facturação, contra 2 por cento para a venda de software) que está a desenvolver competências internas para acompanhar o reforço da aposta da PeopleSoft em Portugal e a trabalhar na colocação no mercado de "soluções competitivas em termos de preços e adequadas às necessidades do segmento médio do mercado", explicou Ricardo Rosa.



O responsável adiantou que entre as novidades a Do IT vai disponibilizar uma ferramenta de output management que resulta de uma parceria com a Data Systems Internacional.



Notícias Relacionadas:

2003-04-15 - Do IT cresce 18 por cento no ano de 2002

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.