As empresas portuguesas estão apostadas na optimização da segurança dos seus sistemas de informação, prevendo-se um aumento exponencial do volume de investimento neste sector.

Em 2008, o investimento das organizações nacionais nesta área terá rondado os 120 milhões de euros e o mercado promete crescer ainda mais nos próximos anos, segundo as consultoras contactadas pelo Jornal de Notícias .

“Antes visto como custo, o tema é agora um requisito base nos mais elevados fóruns de decisão empresarial”, salienta Bruno Castro, administrador da Visionware , empresa especializada na consultoria em segurança informática.

De acordo com Gabriel Coimbra, da IDC Portugal, em 2008, o investimento em programas e serviços de segurança informática, no mercado nacional foi de cerca de 120 milhões de euros, valor 20 por cento acima do registado em 2007.

Este ano, embora continue a crescer, o mercado deverá subir abaixo dos dois dígitos, na casa dos seis por cento.

O abrandamento é justificado, segundo o consultor, pela crise económica, e pela mudança de comportamentos que esta trouxe. “Por um lado, há uma maior concorrência entre os fornecedores de soluções de SI, o que levou a uma quebra do preço médio, por outro, para controlar custos, as empresas têm procurado parceiros tecnológicos para proteger os seus dados, adoptando soluções integradas em vez de programas específicos, como antivírus, por exemplo”, salienta Gabriel Coimbra.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.