Os maus resultados financeiros e de negócio da Sony Ericsson Mobile Communications poderão levar a um desinvestimento da Ericsson nesta joint venture criada no ano passado com a Sony para o desenvolvimento e comercialização de telemóveis. A notícia foi avançada na sexta-feira pela edição asiática do Wall Street Journal e mais tarde confirmada pelas principais agências noticiosas.




De acordo com declarações à Bloomberg por parte do porta voz da Ericsson, a empresa não tenciona continuar a financiar a joint venture se os produtos continuarem a não conseguir aceitação no mercado. A empresa que reuniu os activos da Ericsson e da Sony na área de telemóveis vendeu no último trimestre 5,3 milhões de equipamentos, menos 43 por cento das vendas somadas pela Ericsson e a Sony no ano anterior, segundo dados da Dataquest.




Numa altura em que a própria Ericsson está a efectuar elevados cortes financeiros para restabelecer o equilíbrio da empresa, os financiamentos à joint venture com a Sony estão a tornar-se demasiado pesados. A fabricante sueca afirmou já que foi estabelecido um investimento máximo de 500 milhões de euros até Outubro de 2003, mas mesmo este poderá ser congelado se os resultados da nova empresa não melhorarem.




Entretanto, a Sony confirmou já a diversas agências de notícias que vai continuar a apoiar a joint venture criada no ano passado, referindo não ter qualquer conhecimento oficial de qualquer intenção negativa da Ericsson em relação à Sony Ericsson Mobile Communications.



Notícias Relacionadas:

2002-07-19 - Ericsson revela medidas de redução de custos e emite acções para aumentar receitas

2001-08-28 - Ericsson e Sony selam acordo para fusão de unidades de telemóveis

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.