Depois de um largo período de conversações, o Conselho de Ministros europeu anunciou que os Estados-membros chegaram a acordo para a implementação da próxima fase do projecto que visa a migração para ambientes electrónicos nos serviços alfandegários. Em causa está o projecto proposto pela Comissão Europeia que visa a substituição do papel por sistemas electrónicos que permitam tornar os ambientes de trabalho mais eficientes e modernos.



A implementação pan-europeia será faseada e, por agora, resta apenas o parecer do Parlamento Europeu para dar início ao próximo passo do processo. A decisão final está prevista para os próximos meses.



Embora todos os Estados-membros tenham os seus processos alfandegários informatizados, a complexidade e a inter-comunicação entre eles continua a ser limitativa. Neste sentido, o projecto europeu tem como objectivo aumentar o nível de segurança dos processos aduaneiros enquanto cria um sistema para todas as alfândegas do espaço europeu.



Desta forma, caso o Parlamento Europeu aprove as medidas propostas durante a segunda leitura do documento, será aumentada a competitividade das empresas, serão reduzidos os custos e melhoradas as condições de segurança nas fronteiras da UE, refere em comunicado o comissário europeu para a Fiscalidade e União Aduaneira, László Kovács.



Notícias Relacionadas:

2005-03-18 - Programa de Governo aposta nas novas tecnologias para desenvolvimento económico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.