De forma a avaliar as suas percepções actuais, taxas de utilização, conhecimentos e níveis de interesse em relação aos novos conteúdos e serviços sem fios emergentes, a empresa de estudos de mercado IDC realizou no passado mês de Janeiro um inquérito a 2.776 utilizadores wireless online.



Esta empresa pretendia averiguar se tendências como o surgimento de novas aplicações sem fios de entretenimento - como jogos, melodias de toque e SMS -, a passagem de alguns consumidores de serviços de voz para dados e a migração de muitos utilizadores pioneiros para aplicações de dados mais avançadas representam o surgimento de novas classes de utilizadores.



Através da realização de análises em clusters, aquela firma identificou e traçou o perfil de cinco categorias homogéneas, distintas e mutuamente exclusivas de utilizadores de dispositivos sem fios, tendo por base o seu nível de conhecimentos de utilização de aplicações móveis, padrões de utilização e traços demográficos



Uma das cinco categorias é a dos inovadores wireless, os primeiros e mais aventurosos adoptantes de serviços e conteúdos sem fios de dados. Seguem-se os pioneiros de produtividade, um grupo de adoptantes iniciais de serviços de dados wireless cujas necessidades se centram na melhoria da produtividade móvel e das comunicações pessoais.



Outras categorias são os utilizadores de SMS, um segmento maioritário de adoptantes iniciais que passaram a utilizar o SMS como o seu canal secundário de comunicação em ambientes pessoais e profissionais; os junkies do entretenimento, que constituem uma parte da maioria inicial de adoptantes que procuram divertimento e entretenimento; e os resistentes móveis, a grande maioria de adoptantes atrasados cuja utilização serviços wireless de voz e dados é moderada.



Esta segmentação implica a existênia de padrões distintos de migração e adopção de serviços de dados sem fios para diferentes grupos de utilizadores, e uma via de difusão para este tipo de oferta no mercado comercial dos consumidores. As categorias também indicam a necessidade das operadoras adaptarem as suas ofertas de serviços e planos de marketing, que são tradicionalmente concebidos para soluções de serviços de voz e compostos por um só produto, no sentido de tirar partido de novas oportunidades e desencadear o crescimento no seio dos segmentos mais lucrativos.


Notícias Relacionadas:

2003-02-05 - Mercado europeu de voz está a atingir ponto de saturação

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.