A Ford cancelou o Model E, um programa anunciado em Fevereiro de 2000 através do qual prometia facultar a todos os seus funcionários computadores junto com impressoras e acesso à Internet em troca de um valor simbólico, que iria variar de país para país.



De acordo com um porta-voz da empresa em declarações à agência Reuters, os 346 mil funcionários a nível mundial foram notificados da mudança de planos através de uma mensagem de correio electrónico, na Sexta-feira. Um facto confirmado por um responsável do Departamento de Comunicação da Ford Lusitana.



"Infelizmente, e face às dificuldades económicas que actualmente enfrentamos, tivémos que cancelar o programa" explicou o porta-voz, que afirmou ainda que já tinham sido distribuídos computadores e impressoras a 166 mil trabalhadores da empresa, a maioria norte-americanos.



Os Estados Unidos e Filipinas eram países onde, segundo o Departamento de Comunicação da Ford Lusitana, o programa estaria em fase final de implementação e por isso irá continuar. O desenvolvimento do programa noutros países nos quais já estava em fase de planeamento foi suspenso.



A Hewlett-Packard era, de acordo com o anunciado pelo porta-voz da Ford, o fornecedor dos computadores e impressoras para o programa Model E. Os custos ligados ao programa não foram revelados.



Notícias Relacionadas:

2000-02-10 - Ford Lusitana acompanha Internet

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.