A France Telecom anunciou que vai cortar 23 mil postos de trabalho, cerca de 11 por cento da sua força de trabalho. A medida insere-se num plano de redução de custos que será implementado ao longo dos próximos três anos e que também prevê a contratação de 6 mil novos postos de trabalho, o que reduz para 17 mil as saídas efectivas.



O novo plano de reestruturação do incumbente francês foi anunciado durante a apresentação de resultados anuais da operadora, que emprega 318 mil trabalhadores.



Neste evento a empresa adiantou que prevê para os próximos anos uma diminuição da sua rentabilidade com a expansão de alternativas como a voz sobre IP ou as ofertas de comunicações fixas low cost.



A France Telecom prevê que o VoIP possa roubar até 40 por cento do negócio de retalho da rede fixa. Ainda assim, garante que a política de aquisições é para manter mas que a partir de agora será muito selectiva.



O incumbente francês fechou 2005 com lucros de 5,7 mil milhões de euros, praticamente duplicando os valores obtidos no ano passado e vendas de 49 mil milhões de dólares, num crescimento de 6 por cento, em parte justificado pela aquisição da Amena em Espanha.



O EBITDA fixou-se nos 18,4 mil milhões de euros. A grande maioria dos despedimentos anunciados pela France Telecom terão lugar no mercado doméstico, 16 mil dos 17 mil previstos.



Notícias Relacionadas:

2005-07-27 - France Telecom anuncia oferta para aquisição de 80% da Amena


2001-08-29 - France Telecom pode despedir 11 mil funcionários até 2004

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.