As empresas de telecomunicações serão ao longo deste ano um dos alvos preferenciais das finanças, que planeiam dirigir parte dos seus recursos centrais de investigação e inspecção a esta área. A fraude ao IVA e a investigação de "entidades que intervenham no negócio dos cartões virtuais telefónicos" serão as duas principais frentes de acção do Fisco, noticia a edição de hoje do Jornal de Negócios.



O alinhamento de prioridades constará de um documento com mais de 200 páginas onde é detalhado o plano de actividades da Direcção Geral de Contribuições e Impostos para 2007.



A segunda das duas prioridades alinhadas pelas finanças, no que se refere ao sector das telecomunicações, é uma reacção a um movimento anormal de compra de cartões pré-pagos em mercados fora de Portugal (nomeadamente na Irlanda e em paraísos fiscais) para posterior introdução no mercado português.



Esta frente de investigação é aberta por suspeitas de que este tipo de negócio tenha outros propósitos, além da obtenção de benefícios comerciais. Estes cartões pré-pagos permitem a realização de chamadas a partir de um ponto fixo, mediante a introdução de um PIN fornecido na altura de aquisição.



Notícias Relacionadas:

2007-01-17 - Mercado português de TIs vai crescer a um ritmo de 7,5% até 2010

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.